O desvio de dinheiro do vice de Serra para a Fundação Civita


Vice de Serra é processado por desvio de dinheiro público para uma fundação do dono da Veja
O ex-secretário municipal de Educação, Alexandre Schneider (PSD), escolhido como candidato a vice na chapa do tucano José Serra, que disputa a prefeitura de São Paulo, é acusado de desvio de dinheiro público da prefeitura e do governo do Estado para favorecer a Fundação Victor Civita – ONG ligada ao grupo Abril, proprietário da revista Veja.
O processo tramita na 12ª Vara da Fazenda Pública.
A promotoria acusa Schneider de compadrio político, violando o princípio da impessoalidade, por contratar a fundação para prestação de serviço no chamado “Projeto de Formação Continuada para Diretores e Supervisores”, durante o período em que foi secretário de Educação na administração do atual prefeito GilbertoKassab.
De acordo com matéria da Rede Brasil Atual, o Ministério Público pede a devolução aos cofres da prefeitura o valor de R$ 611.232,00, além de outras punições cabíveis. Segundo a denúncia oferecida pelos promotores, a escolha da ONG ligada à “Veja” foi feita “a dedo” e ilegalmente, dispensando a necessária licitação, já que havia muitas outras instituições qualificadas a prestar o serviço.
Como agravante, o serviço foi prestado de forma terceirizada pelo Instituto Protagonistés, presidido pela tucana Rose Neubauer, que foi secretária de Educação no governo Mário Covas e amiga de Schneider. Além disso, as cartilhas do projeto foram impressas na gráfica da Imprensa Oficial do Estado, mas a ONG dos Civita não pagou a totalidade das despesas e arcou apenas com os custos da matéria prima utilizada.
 Por Antonio C.

Declarações do Ministro de Esporte Aldo Rebelo!

Eu, Professor Cleber, acompanhei hoje (14/09/2012) o Ministro dos Esporte - Aldo Rebelo - em São José do Rio Preto para a abertura da Copa Davis de Tênis. O Ministro aproveitou para declarar publicamente o Apoio a nossa candidatura para vereador para que juntos consigamos melhorar o esporte e o lazer para nossa juventude e todo o povo de Jales...Vejam...!





Notícias: Ministro do Esporte Aldo Rebelo foi acompanhado pelo Professor Cleber e coordenadores de campanha em São José Rio Preto!

Chegada do Ministro no Aeroporto - Dr. Sérgio Parada (Secretaria de Esportes SJRP, Prof. Cleber e Ministro do Esporte Aldo Rebelo) .


Chegada no local da coletiva de imprensa.



Entrevista Coletiva sobre a Olimpíada de Londres, A Copa do Mundo e 
a participação das cidades do Interior e sobre a Olimpíada 2016 no Brasil. 


Entrevista Coletiva sobre a importância da Copa Davis de Tênis 2012 para SJRP. 


Encerramento da Entrevista!


Presença do Clodoaldo, Fernando, Professor Cleber e o Ministro do Esporte Aldo Rebelo.




O assessor de Imprensa do Ministro (Douglas), como um bom carioca, 
também se rende ao símbolo marcante de nossa campanha....."olha o chapéu dele"...! 



O coordenador de campanha Fernando Carvalho que representa a participação da juventude,
 teve a oportunidade de conhecer e estar pessoalmente com um dos fundadores da UJS (União Juventude Socialista), o próprio Ministrro.



Caminhamos pelas ruas de SJRP, acompanhados
pelo prefeito Waldomiro Lopes, até seu gabinete na - prefeitura.




Fui recebido pelo Prefeito Waldomiro Lopes que está estourando 
na campanha em SJRP com grandes chances de ser eleito no 1o turno. — emSão José do Rio Prêto, São Paulo.




Waldomiro Lopes perguntando como implantar em SJRP, um sistema de educação - 
escola em tempo integral voltada ao programa "Ouro Olímpico" - ? — 



Fim da visita a prefeitura de SJRP.



Professor Cleber, Vote 65123

JALES FICA MELHOR COM MAIS, EDUCAÇÃO, ESPORTE, SAÚDE, CULTURA  E COMPROMISSO COM AS PESSOAS


Alguns projetos para Jales  

Educação:


·     Programa de Valorização e Aprimoramento dos Profissionais da Educação.

Esporte:



   

·       Ginásios de Esporte com qualidade em todas as escolas.

Saúde:






·     Programa de Qualidade de vida e de valorização dos profissionais da Saúde.



Segurança Pública:




·     Programa “Pais de uns, Paz de Todos”.



Cultura:

     

·        Disponibilizar recursos do orçamento municipal para viabilizar uma Lei de Incentivo desburocratizada, que respeite as características da Cultura Popular, e voltada para as manifestações de samba que mantenham ações e práticas culturais que promovam o gênero e fortaleçam as comunidades , grupos e movimentos culturais envolvidos;

Assistência Social:

·       Moradia digna e saneamento; Asfalto, limpeza pública e iluminação para todos;



Com tudo isso, atrairemos mais EMPRESAS para nossa cidade e com certeza aumentaremos muito as vagas de EMPREGO para a nossa população.


      Professor Cleber – 65123 para Vereador

Vote 65123


JALES FICA MELHOR COM MAIS, EDUCAÇÃO, ESPORTE, SAÚDE, CULTURA E COMPROMISSO COM AS PESSOAS

Professor Cleber, Vote 65123 


Alguns projetos para Jales  

Educação:



  • ·       Levar profissionais para atendimento ao educando no ambiente escolar, como o psicólogo e ou psicopedagogo para aumentar a qualidade na educação;



Esporte:



     ·       Praças e equipamentos esportivos em todos os bairros.


Saúde:






  • ·       Descentralização do Pronto Atendimento, ou seja, atendimento nos bairros mais carentes.




Segurança Pública:





·     Apoiar a implantação do bico oficial do Policial Militar ( Operação Atividade Delegada).


Cultura:

     ·     Proporcionar o acesso à Cultura para a população mais carente (Gratuíto);


Assistência Social:


  • ·       Transporte Público mais eficiente – ampliar a ligação entre os bairros e centro;





Com tudo isso, atrairemos mais EMPRESAS para nossa cidade e com certeza aumentaremos muito as vagas de EMPREGO para a nossa população.


      Professor Cleber – 65123 para Vereador

JALES FICA MELHOR COM MAIS, EDUCAÇÃO, ESPORTE, SAÚDE E COMPROMISSO COM AS PESSOAS

Professor Cleber, Vote 65123 


Alguns projetos para Jales  

Educação:



Escola em tempo integral com qualidade – mínimo de 7 horas;


Esporte:



       Criar o Fundo Municipal do Esporte


Saúde:





Melhorar a Saúde – atendimento melhor e mais rápido.



Segurança Pública:




Criação da Guarda Civil Metropolitana (GCM de Jales).


Cultura:

     Aumentar os recursos financeiros de investimento na área;


Assistência Social:

Aumentar o número de vagas nas creches, principalmente nas periferias;




Com tudo isso, atrairemos mais EMPRESAS para nossa cidade e com certeza aumentaremos muito as vagas de EMPREGO para a nossa população.


      Professor Cleber – 65123 para Vereador

Perly Cipriano - 14 Ditadura Militar Brasil, Mortos,Torturados e Desaparecidos Políticos



Perly Cipriano enfatiza a questão da memória histórica brasileira a partir das torturas, mortes e desaparecimentos politicos a partir da ditadurade 1964 em nosso país, os crimes das forças armadas, o DOI-CODI, Operação Condor, a abertura dos arquivos da repressão, a necessidade de passar a limpo esse perído e o diretio da sociedade brasileira conhecer tão nefasto tempo.

Educação, Esporte e Lazer são carros-chefe da campanha de Orlando


Dedicado a melhorar a qualidade de vida dos moradores de São Paulo, o candidato à Câmara dos Vereadores do PCdoB, Orlando Silva, percorreu neste fim de semana regiões carentes de recursos para o desenvolvimento da criança e do adolescente. Jardim Rosa Maria, Santa Margarida, Parque Novo Mundo e Barra Funda foram alguns dos lugares visitados pelo candidato.


Fábio Bardella
Orlando na zona sul
Orlando recebeu apoio dos moradores da Zona Sul no fim de semana

Na visita à Sociedade Amigos do jardim Rosa Maria, localizado no extremo sul de São Paulo, Orlando contou sua trajetória até chegar ao ministério do governo Lula e conversou com educadores que, assim como ele, estão preocupados em garantir um futuro melhor para as próximas gerações.

Em São Paulo, 150 mil crianças disputam vagas nas creches. Com base nessa realidade, Orlando Silva defendeu a educação como elemento-chave para uma São Paulo melhor. “Nasci em um bairro muito simples e eu tive duas alternativas: ou eu me rendia a dificuldades que a vida me impunha ou lutaria com toda minha energia e minha força para abrir caminhos. Preferi lutar e cheguei onde estou”.

“O primeiro passo é construir mais creches. Feito isso, precisamos recorrer à valorização dos profissionais de educação, desde o salário até a preparação que viabiliza o acesso ao conhecimento. Para a eficiência do processo pedagógico, parcerias com entidades filantrópicas, religiosas e associações – além do apoio da prefeitura – ajudarão a manter o crescimento integral do aluno”.

Educação integrada ao esporte

Em busca de constituir uma espécie de rede de proteção que possibilita além do aprendizado, saúde para o desenvolvimento da criança, o esporte tem papel importantíssimo na constituição desse cenário.

O ex-ministro trouxe para o Brasil a Copa do Mundo e as Olimpíadas. Dessa conquista, o Brasil colherá ótimos frutos para o desenvolvimento do país, como, por exemplo, a geração de empregos. Porém, Orlando enxerga o esporte como uma extensão do ensino, que auxilia na atenção e da disciplina do aluno, além de promover o bem estar e o lazer.

“Precisamos de uma cultura que estimule o esporte para a produção de saúde. Essa é a minha primeira candidatura e, quando chegar à Câmara dos Vereadores, é a Educação e o Esporte que vou defender”.

Onde quer que Orlando Silva esteja o clima é de festa. Entusiasmados, moradores de norte a sul da cidade expressam confiança na campanha que o elegerá a vereança em outubro de 2012.

Mais informações: facebook.com/orlandosilvasp

Filme censurado sobre Brasilia é retomado, 40 anos depois


Em 1967, Joaquim Pedro de Andrade, um dos diretores expoentes do Cinema Novo brasileiro, mostrava no documentário "Contradições de Uma Cidade Nova", produzido durante a construção de Brasília, o desenvolvimento desordenado de periferias pobres do Distrito Federal.


O filme de Andrade revelava uma tendência social inconveniente que já despontava naquela época e que destoava da imagem de ícone do modernismo que a nova capital começava a construir.

O filme acabou censurado pelos próprios patrocinadores e estava desaparecido há décadas após ter sido exibido uma única vez no Festival de Cinema de Brasília. Mas uma cópia da produção foi encontrada nos arquivos do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, escondida pelo próprio diretor para que não sofresse cortes.

Projeto retomado

Agora, mais de 40 anos depois, a história gravada por Andrade inspira a produção de um novo filme, que está sendo rodado pelo documentarista radicado em Brasília, Gestsemane Silva, e pelo roteirista e parceiro de direção Santiago Dellape. "Plano B" resgata a história das filmagens do "Contradições de Uma Cidade Nova" e reconta o surgimento das periferias de Brasília.

Além de buscarem personagens envolvidos na produção do filme de 1967, os cineastas refilmaram 32 planos idênticos para comparar o que mudou nos cenários.

O que mais chamou a atenção de Gestsemane no filme de Joaquim Pedro foi a atualidade do assunto. "Hoje a gente vê as mesmas questões colocadas há 45 anos. O nosso filme mostra que eles estavam certos, que deram um conselho que foi ignorado. Vamos mostrar isso", comenta o documentarista.

Com a comparação entre os locais e com a história descoberta por trás deles, o documentário acaba revelando que as políticas públicas "planejaram" uma periferia empobrecida nas cidades-satélites do DF.

Ao todo, foram 24 dias de gravações no Rio de Janeiro, São Paulo e em Brasília. A previsão é de que o longa-metragem fique pronto em 2013, quando será exibido em festivais e no circuito comercial.

Frente Parlamentar elabora carta-compromisso com a cultura


A Frente Parlamentar Mista em Defesa da Cultura, presidida pela deputada Jandira Feghali, elaborou uma carta-compromisso contendo princípios e metas para as políticas públicas da área, com o objetivo de subsidiar a plataforma dos candidatos às eleições deste ano. As propostas e diretrizes devem servir ao debate entre candidatos e movimentos sociais.


A carta está disponibilizada para download no site http://frenteparlamentardacultura.org, e pode ser adequada segundo as especificidades de cada localidade, sendo utilizada de forma parcial ou em sua totalidade pelos seus signatários.

"Desta forma, a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Cultura no Congresso Nacional acredita contribuir de forma propositiva, ampla e democrática, para elevar a Cultura como elemento central no desenvolvimento do Brasil e dos brasileiros", diz a frente.

Os signatários do documento se comprometerão a tratar a cultura como prioridade estratégica, através de mecanismos permanentes que visem sua consolidação como política de Estado. "A cultura deve ser valorizada em seus múltiplos aspectos, considerando a diversidade cultural do nosso povo. As políticas públicas de cultura devem ser pensadas como elementos de aproximação entre o Estado e a sociedade. Neste sentido, as administrações municipais devem compreender a cultura como elemento de democratização desta relação. Políticas culturais emancipatórias contribuem para a criação de uma nova cultura política", diz a carta.

Depois de falar dos princípios que devem nortear as políticas para a cultura, o documento enumera diversas metas, relacionadas a gestão e estrutura, financiamento, educação e cultura, protagonismo social e cultura e cidade. As sugestões vão desde o apoio à aprovação da proposta de emenda constitucional que estabelece que 1% dos recursos do orçamento do município devem ser aplicados na cultura, até a crianção de mecanismos para democratizar a gestão cultural.

O documento também é mais espeífico em alguns casos, propondo, por exemplo, a criação de um segundo turno cultural nas escolas em tempo integral, através de ações voltadas para a cultura e o esporte, ou mesmo a implantação de rádios e TVs comunitárias.

A Frente Parlamentar Mista da Cultura, presidida pela deputada fluminense Jandira Feghali (PCdoB), foi lançada em 6 de abril de 2011. É uma dos mais importantes colegiados do Congresso Nacional e reúne mais de 300 congressistas, que pretendem debater temas estruturantes para a consolidação das políticas públicas culturais no país. 

Um dos principais objetivos do grupo, segundo determina seu próprio regimento, é acompanhar a política governamental, os projetos e programas direcionados à promoção da cultura e à preservação do patrimônio histórico (material e imaterial), arquitetônico, além de incentivar e fomentar mecanismos de preservação e difusão da cultura popular brasileira.

Leia a íntegra da carta no documento anexo.

Em 2012, Brasil vai gerar até 1,5 milhão de empregos


A alta na demanda do setor de serviços, com reflexo no crescimento do consumo de bens industriais, deve fazer com que o País gere 1,5 milhão de empregos em 2012, na avaliação de especialistas que participaram nesta segunda-feira (20), do seminário "Competitividade - o Calcanhar de Aquiles do Brasil", realizado pela da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de São Paulo (FecomercioSP).


Emprego
Em julho, foram criados 142,5 mil empregos
A expectativa é reforçada pelos dados de julho do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, que apontaram uma criação de 142,5 mil empregos no mês passado - acima das projeções mais otimistas.

Para o presidente do Conselho de Emprego e Relações do Trabalho da FecomercioSP, José Pastore, "a massa salarial vigorosa e os reajustes nos salários" têm impacto no setor de serviços e, consequentemente, provocam um reflexo na produção industrial. "Isso deve garantir um bom quadro no emprego até o final do ano", disse. "Mas, no momento, o que nos preocupa é a redução na capacidade de investimento da indústria, que pode trazer problemas para 2013", completou.

Para o ex-ministro do Trabalho e professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Walter Barelli, ainda não é possível avaliar o nível de impacto na geração de emprego industrial das medidas pontuais de redução do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) nos setores automotivo e de linha branca, previstas para acabar no dia 31. "É certo que isso gerou consumo, mas para saber se as medidas puxaram as vendas de estoques ou geraram produção, isso só quando elas acabarem", disse Barelli.

Segundo o ex-ministro, a curva de emprego cresce naturalmente no segundo semestre, "principalmente porque no primeiro semestre há um ingresso grande de recém-formados no mercado de trabalho e o aumento nas demissões após o final do ano".

Já na avaliação de Clemente Ganz Lucio, diretor técnico do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese), a criação de até 1,5 milhão de empregos em 2012 seria um resultado muito bom, diante do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil entre 1,5% e 2%. "Mesmo com um crescimento menor, a indústria segura o emprego para atender a demanda", disse.

Para o representante do Dieese, "não dá para imaginar, no entanto, que o crescimento de empregos na indústria será contínuo". O desafio, na avaliação de Lucio, é crescer em produtividade, uma das respostas à falta de investimentos do setor apontado por Pastore. "Os ganhos de produtividade trazem aumentos nos salários, maior oferta, maior consumo e criam um círculo virtuoso", concluiu.

Já segundo Mário Bernardini, membro do Conselho Superior de Economia da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), a queda no ingresso da pessoas que entram no mercado de trabalho anualmente para a metade do nível do que era há dez anos é suficiente para não piorar o desemprego. "O Brasil, do ponto de vista do emprego, não precisa crescer mais que 2,5% ao ano", disse.

Fonte: Agência Estado

Estadual orienta sobre arrecadação e gastos de campanha


A secretaria de Finanças do Comitê Estadual do PCdoB Paulista alerta dirigentes municipais e candidatos para os prazos de entrega de parciais e balancetes sobre a prestação de contas das campanhas, de acordo com as exiências da Justiça Eleitoral. O primeiro prazo para a entrega de balancetes referentes às contas de junho se encerra no dia 15 de julho, próximo domingo.



A apresentação das prestações de conta e dos recibos eleitorais deverão ser feitas através do Sistema de Prestação de Contas Eleitorais. O programa pode ser baixado aqui. Em caso de dificuldade de instalação, o Estadual recomenda aos dirigentes e candidatos que assistam aqui vídeo explicativo sobre a instalação do programa. 

Vanius Oliveira, secretário de Finanças do Estadual, esclarece que cada Comitê Municipal, Candidato e Comitê Financeiro deverá imprimir os seus recibos.

Prestação de Contas

Da mesma forma que cada instância deve imprimir os próprios recibos, os Comitês Municipais (para os gastos eleitorais), os Comitês Financeiros e os candidatos também devem apresentar as respectivas prestações de contas parciais obedecendo os seguintes prazos.

A 1ª parcial deverá ser entregue no período de 28 de julho até 02 de agosto enquanto o prazo para a entrega da segunda parcial será entre os dias 28 de agosto até 2 de setembro, ambas pela internet. A Prestação de contas Final deverá ser entregue no cartório eleitoral até o dia 06 de novembro.

Balancetes mensais

Além destas parciais, os Comitês Municipais deverão encaminhar ao cartório eleitoral os balancetes mensais dos gastos e arrecadação de campanha. Confira abaixo tabela com os prazos para a entrega desses balancetes. 

Prazo de entrega até 15 de julho de 2012
Referência: junho de 2012
Levantamento: 30 de junho de 2012

Prazo de entrega até 15 de agosto de 2012
Referência: julho de 2012
Levantamento: 31 de julho de 2012

Prazo de entrega até 15 de setembro de 2012
Referência: Agosto de 2012
Levantamento: 31 de agosto de 2012

Prazo de entrega até 15 de outubro de 2012
Referência: setembro de 2012
Levantamento: 30 de setembro de 2012

Prazo de entrega até 15 de novembro de 2012
Referência: outubro de 2012
Levantamento: 31 de outubro de 2012

Prazo de entrega até 15 de dezembro de 2012
Referência: novembro de 2012
Levantamento: 30 de novembro de 2012

Prazo de entrega até 15 de janeiro de 2013
Referência: dezembro de 2012
Levantamento: 31 de dezembro de 2012

Doações

Vanius chama a atenção para os limites de doações que, segundo ele, "devem ser observados sempre, visto que a multa é de 5 a 10 vezes o valor doado".

Para doações de pessoas físicas o limite é de 10% da renda bruta declarada para a receita federal no ano-calendário de 2011. Para doações de pessoas jurídicas o limite é de 2% do faturamento bruto auferido no ano-calendário de 2011

Exceção nas doações

No caso de pessoa física há a exceção das doações estimáveis em dinheiro, se relativas à utilização de bens móveis ou imóveis de sua propriedade, desde que o valor da doação não ultrapasse R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais), apurados conforme o valor de mercado.

Para doação de pessoas jurídicas não há exceção para bens estimáveis em dinheiro. 

Clique aqui e confira carta que deve servir de orientação aos doadores de campanha.


Da Redação

Encontro de sambistas discute ideias para o samba de São Paulo


No dia 10 de agosto, o bar do Maurão, em Santana, espaço de convívio de músicos e lideranças de movimentos culturais de samba, recebeu aproximadamente 60 pessoas para ouvir o candidato a vereador pelo PCdoB, Orlando Silva.


Railídia Carvalho
Orlando com movimentos de samba
Seu Carlão do Peruche esteve na reunião para dar apoio a Orlando

Frequentador assíduo de rodas de samba e terreiros em São Paulo, Orlando disse que considerava aquele encontro como um “batismo dele no samba”. Este foi o segundo encontro do qual Orlando participou com representantes de rodas de samba e de movimentos culturais ligados ao gênero (foto). 
A exemplo de outros movimentos de samba que declararam apoio a Orlando, como a Unidos do Peruche, os sambistas presentes confirmaram a adesão à campanha e compartilharam algumas propostas que foram debatidas ao longo de quatro encontros.

A cantora Railídia, uma das organizadoras da reunião, lembrou da necessidade de o samba ser incluído nas políticas públicas da cidade de São Paulo. “A movimentação do samba na cidade é muito representativa e não recebe nenhum tipo de apoio do poder público. É hora de discutir de que maneira esses recursos devem chegar ao samba para viabilizar e fortalecer essa movimentação”, defendeu.

O convite feito pela campanha de Orlando aos representantes de rodas e movimentos culturais de samba também foi um ponto de partida para a mobilização deste segmento. Cris do Samba, do movimento Amigos do Samba.Com, observou como positivo esse envolvimento dos sambistas. 

Presidente dos Amigos do Samba, Vicente Ferreira, reafirmou o apoio a Orlando. “Acho que o Orlando pode ser uma pessoa que vai abrir as portas para o samba na Câmara Municipal”, afirmou.

Ary Marcos Mota, criador e operador da Rádio do Alambique (via internet), está entusiasmado com a mobilização dos sambistas. “É importante a gente ter essa consciência política para brigarmos para que as políticas se reflitam nos movimentos de samba”, opinou.

Fernando Szegeri, do grupo Inimigos do Batente, disse que os artistas populares deveriam se debruçar sobre as coisas que mais os afligem que mais os tocam neste momento em que a discussão sobre a cidade está na ordem do dia. 

“A presença do Orlando é esperança que os anseios se tornem pontos de debate político”, declarou Fernando.

Além de contar com o apoio e a presença ilustre de Seu Carlão do Peruche, o encontro reuniu ainda o produtor cultural Arthur Favela; Issias Rangel, representando a escola Acadêmicos de São Jorge; Dinho Pinheiro, Rosi, Osmar Moura, Jane Freitas, Adriana, Luciene Balisa e Francisca, integrantes do movimento Amigos do Samba.com. a cantora Paulinha Sanches e o percussionista Paulinho Timor, ambos do grupo Bula da Cumbuca; Marcelo Arcanjo, Marcelinho Arrelia, Marlene Francelino, Drikka e Fernando Carvalho. 

Estão na coordenação da campanha de Orlando no mundo do samba o ex-deputado Benedito Cintra, Fernanda de Paula e Manoel Julio, da coordenação estadual da União de Negros pela Igualdade.

Orlando conversa com sambistas em junho


Conheça algumas propostas construídas pelos sambistas nas reuniões:

- Disponibilizar recursos do orçamento municipal para viabilizar uma Lei de Incentivo desburocratizada, que respeite as características da Cultura Popular, e voltada para as manifestações de samba que mantenham ações e práticas culturais que promovam o gênero e fortaleçam as comunidades , grupos e movimentos culturais envolvidos.
- Direcionar o conhecimento de equipes técnicas da prefeitura para que acompanhem comunidades, grupos e movimentos culturais de samba na elaboração de projetos para editais em geral com ênfase para o processo de seleção dos pontos de cultura. 
- Reocupação dos Centros de Educação Unificado com programação semanal de shows e rodas de samba acompanhados de bate-papo e workshops com compositores, ritmistas e pesquisadores do samba.
- Projetos de integração entre rodas de samba espalhadas pela cidade e rodas de samba realizadas nas escolas de samba pelas velhas-guardas.
- Estimular a rede de blogueiros que se dedicam a divulgar o samba
- Raio-x das rodas de samba e comunidades de terreiros para que sejam elaboradas políticas públicas condizentes com a realidade destas manifestações na cidade de São Paulo
- Formação na Câmara Municipal de uma Frente Parlamentar em defesa das práticas de samba e movimentos culturais do gênero em São Paulo
- Transformar o dia 2 de dezembro, Dia Nacional do Samba, em um acontecimento, inserido no calendário da prefeitura, com rodas, shows, oficinas, exibição de documentários, espalhados pelos Ceus, teatros da prefeitura, CDMs, acontecendo simultaneamente pelas regiões da cidade, envolvendo manifestações de samba das respectivas localidades.


Mais informaçõesfacebook.com/orlandosilvasp


Da Redação

Primeiros agentes treinados para Copa e Olimpíadas se formam hoje


Está prevista para esta sexta-feira (17), às 17h, a formatura da primeira turma de agentes da Polícia Civil do Rio de Janeiro que vão trabalhar na Copa do Mundo de 2014 e nos Jogos Olímpicos de 2016. A solenidade será na sede da Academia de Polícia (Acadepol).




Última aula dos primeiros agentes treinados, na quinta (16) / foto: Tânia Rêgo/ABr

Na quinta-feira (16), aconteceu o último treinamento da primeira turma, no Estádio Olímpico João Havelange (Engenhão).

Até 2015, 2 mil agentes passarão pelo Curso de Capacitação de Operadores em Segurança, entre policiais militares, civis, bombeiros e guardas municipais, inclusive de outros estados. Além de disciplinas sobre segurança, os agentes têm aulas com especialistas brasileiros e estrangeiros sobre diversidade cultural, ciências políticas e turismo. Ao todo, são mais de 30 disciplinas.

De acordo com Jéssica Oliveira, diretora da Academia de Polícia Civil do Rio de Janeiro (Acadepol), todas as diretrizes internacionais para segurança em grandes eventos estão sendo abordadas no curso.

“Essa grade nasce de todo um acúmulo de conhecimento que a gente vem produzindo há cerca de dois anos. As orientações internacionais estão sendo consideradas pelos nossos docentes”, destacou.

Para Moacyr Duarte, instrutor do curso e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o grande desafio é qualificar pessoal para trabalhar na Copa do Mundo e nos Jogos Olímpicos. “A organização que garante a segurança do evento é que nos faz primários. Pelo nosso potencial e pela riqueza natural, deveríamos ser os melhores. Mas isso só se faz com recurso humano de boa qualidade.”

O comandante da Polícia de Segurança Pública de Portugal, que participou do treinamento, considerou importante o esforço dos policiais do Rio em garantir segurança para os turistas. “Fico feliz porque sou turista e posso trazer minha família para o Rio de Janeiro, pois tenho certeza que as polícias estão unificadas em um sentido comum”, disse.

O curso começou em julho deste ano. A formatura da primeira turma está prevista para amanhã (17) na sede da Acadepol. Até o final deste ano, mais duas turmas serão formadas, cada uma com 50 alunos.

Com Agência Brasil